Quem desejar arquirir algum produto da Apple, é melhor preparar o bolso. Não é segredo que os produtos da Apple são aparelhos caros. No entanto,  toda vez que um novo aparelho sai, a gigante de tecnologia com sede em Cupertino parece estar sempre envolvida em algum tipo de competição consigo mesma. Competição para lançamentos cada vez mais caros. É assim que a Apple pode estabelecer um novo recorde de preço com o novo MacBook Pro de 16 polegadas.

Segundo especialistas no assunto, o MacBook deve sair nos próximos meses

Um relatório do Economic Daily News indica que a versão básica do novo MacBook Pro pode custar nada menos que US $ 3.000. Em reais, isso dá mais de 11.300, sem impostos. Note que este é o preço inicial para o MacBook Pro mais barato de 16 polegadas. Então quanto mais você atualizá-lo com mais tecnologia e adicionar mais opções, como maior armazenamento, maior será o preço.

Espera-se que a Apple posicione este MacBook Pro de 16 polegadas entre o iMac e o iMac Pro.

Atualizações de 13 polegadas do MacBook também

O MacBook Pro de 16 polegadas contará com uma tela de cristal líquido com resolução de 3072 x 1920 pixels. É claro que não apresentará uma tela sensível ao toque no Microsoft Surface Book, já que a Apple já expressou seu compromisso com o formato clássico do laptop.

O relatório vinculado também indica que a Apple planeja revelar modelos atualizados do MacBook Pro e do Retina MacBook Air. Ambas possuem telas de 13 polegadas e acredita-se que upgrades poderiam ser feitos este ano. Então, isto inclui um novo design de teclado que ajudaria a evitar problemas descobertos pelos clientes no passado.

Apple pode estabelecer um novo recorde de preço com o novo MacBook Pro de 16 polegadas

Porém,  a Apple permaneceu completamente de boca fechada sobre seus planos de produtos. Por isso, tome este relato com uma boa dose de ceticismo por enquanto. Se for preciso, espere que o lançamento do novo MacBook aconteça como parte de um evento de outubro. Assim, ele deve ser anunciado separadamente do iPhone previsto para setembro.

Fonte